19 de jul de 2013

Uma homenagem que se dura décadas "18 de Julho - Dia do Trovador"


Ontem, dia 18 de julho, comemorou-se no país o dia do Trovador. A data foi instituída para homenagear o nascimento de Luís Otávio, pseudônimo de Gilson de Castro, fundador e presidente perpétuo da União Brasileira de Trovadores.

Luís Otávio era cirurgião dentista, falecido em 1977, foi responsável por dar um grande impulso à trova, divulgando-a no rádio, em revistas e jornais. Um dos principais resultados de sua dedicação e pesquisa, é o livro "Meus Irmãos, os Trovadores" publicado em 1956. Já em 1960, com a ajuda de J.G. de Araújo Jorge, lançou a primeira edição dos Jogos Florais de Nova Friburgo, sendo ainda hoje um dos maiores eventos de divulgação da trova no Brasil.

Celebridades da literatura como Gonçalves Dias, Castro Alves, Olavo Bilac, Carlos Drummond de Andrade
e outros vindos das mais diversas escolas também tiveram sua participação para a expansão do gênero. Atualmente, a trova é o único gênero literário exclusivamente português.

Sendo uma composição poética concisa, a trova pode ser descrita como um micropoema, que deve obedecer a regras rígidas. Cada verso deve ter sete sílabas poética. Há três tipos de trova: As líricas (de amor); as satíricas (de escárnio); e  as filosóficas (pensamento).

Postar um comentário